Setor de turismo apresenta retomada gradual

Setor de turismo apresenta retomada gradual

Pesquisas apontam para uma tendência de  mudança nos hábitos de viagem dos brasileiros nos próximos anos

A pandemia de coronavírus teve um impacto significativo no setor de turismo no Brasil e no restante do mundo. Com o fechamento de fronteiras internacionais, mudanças em protocolos sanitários de aeroportos e cancelamento massivo de voos para os mais variados destinos, a dinâmica de viagens nacionais e internacionais mudou drasticamente em todo o planeta.

Segundo pesquisas de impacto realizada pela Fundação Getúlio Vargas, o segmento está entre os líderes da lista das áreas mais afetadas pela crise de saúde em 2020.De acordo com estimativas da Organização Mundial do Turismo (OMT), agência da ONU, o número de turistas internacionais caiu 65% no primeiro semestre do ano e o setor conta com prejuízo de aproximadamente 2,5 bilhões de reais.

A OMT ainda afirma que, embora a abertura de fronteiras tenha começado em alguns destinos, o aumento do número de turistas internacionais no Hemisfério Norte, devido à temporada de verão, não se concretizou.

Os prejuízos também são visíveis nos estabelecimentos turísticos espalhados pelo Brasil. Estudos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontam que cerca de 50 mil estabelecimentos turísticos, como bares, hotéis, pousadas, restaurantes e agências de viagem, se viram obrigados a encerrar as atividades entre os meses de março e agosto deste ano, o que representa uma perda de 16,7% das instalações turísticas no país.

Por outro lado, estudos apontam para uma retomada gradual. Segundo dados da sexta pesquisa de impacto realizada pela FGV com o Sebrae, as perdas de faturamento do setor estão, atualmente, em 74%, uma melhoria em relação aos 88% atingidos no final de março.

“A tendência é que o cenário de turismo tenha uma retomada mais lenta, mas já há indícios de uma mudança de hábitos relacionados à viagens de lazer”, comenta Thomas Carlsen, COO e co-fundador da mywork, especializada em controle de ponto online e gestão de rotinas do Departamento Pessoal para pequenas e médias empresas.

“Verificamos aqui na mywork que empresas do setor de hospitalidade e turismo já têm funcionários voltando das suspensões de contrato de trabalho e algumas até já estão contratando novos colaboradores”, conta o executivo.

Apesar do cenário de estagnação do segmento turístico, muitas medidas vêm sendo tomadas para proporcionar uma retomada segura das atividades. O aeroporto de Guarulhos, por exemplo, adotou a averiguação da temperatura corporal dos passageiros através de câmeras e termômetros no controle de acesso ao embarque para identificar possíveis quadro de febre e outros sintomas relacionados à Covid-19.

Assinatura: Beatriz Candido Di Paolo