Prefeitura de São Paulo amplia rede de Saúde com mais 124 leitos exclusivos para Covid-19

Serão 66 leitos de cuidados intensivos e 58 de enfermaria destinados aos casos mais leves da doença

Devido ao aumento significativo do número de casos da Covid-19 na cidade de São Paulo, a Prefeitura de São Paulo, por meio da área de gestão hospitalar da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), implanta a partir desta segunda-feira (1/3) mais 124 leitos (66 de UTI e 58 de enfermaria) exclusivos ao acolhimento e tratamento de pacientes diagnosticados com a Covid-19 no município.

Os novos leitos serão instalados nos seguintes hospitais municipais: Moyses Deutsch (M’Boi Mirim), 20 leitos de UTI e 30 de enfermaria, no Carmino Caricchio, 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria, no Gilson de Cassia Marques de Carvalho, 10 leitos de UTI e 8 de enfermaria, e no HM Tide Setubal, 26 de UTI. Agora, a cidade de São Paulo passa de 976 leitos UTI/Covid-19 para 1.042, e de 873 leitos de enfermaria/Covid-19 para 931.

Desde o início da pandemia, a Prefeitura de São Paulo atuou de maneira emergencial e efetiva na ampliação de leitos. Antes da Covid-19, a cidade contava com 507 leitos de UTI e, no auge da pandemia, alcançou 1.340 leitos.

Caso seja necessário, outros leitos de enfermaria existentes na cidade poderão ser adaptados para leitos de terapia intensa Covid-19.

Neste domingo (28), a taxa média de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede municipal, incluindo próprios e contratualizados, alcançou 77%. Dois hospitais que dispõem de leitos contratualizados pela Prefeitura atingiram 100% de ocupação em leitos de UTI – Hospital Cruz Vermelha e Hospital Santa Casa de Santo Amaro. O Hospital Santa Marcelina tinha 97%. O HM Carmem Prudente alcançou 100% de ocupação e o HM Brasilândia, 93%. A SMS esclarece que a taxa de ocupação é dinâmica e pode variar ao longo do dia.

E ressalta que as unidades destinadas ao atendimento Covid-19 só recebem pacientes referenciados de outras unidades da rede municipal via central de regulação de vagas do município de São Paulo.

Atualmente, a cidade dispõe de 26 hospitais municipais, sendo oito deles entregues à população durante a pandemia: Brigadeiro, Brasilândia, Bela Vista, Capela do Socorro, Guarapiranga, Sorocabana, Parelheiros e Santo Amaro. Já no Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch (M’Boi Mirim), uma unidade anexa foi construída e 100 leitos foram incorporados à operação do hospital e permanecerão após o fim da pandemia para uso dos moradores da região.

portalje

https://www.portalje.com.br

Jornal Eletrônico é uma publicação Bmx3 www.bmx3.com.br

Leia também...