Leroy Merlin realiza maratona de projetos para economizar água

A Leroy Merlin realizou, no último fim de semana, seu primeiro hackathon de makers – maratona de criação com competidores adeptos ao ‘Faça Você Mesmo’ – em um novo espaço na loja Interlagos, o Bricolab. Criado pela rede como um incentivo a democratização da tecnologia e da bricolagem, o espaço de co-working é equipado com ferramentas e maquinários exclusivos da rede e de parceiros como a Fundação Arduino, Cliever, RoboCore.

A Fundação Arduino cedeu para o Bricolab suas placas UNO WiFi, que disponibilizam conectividade para diversos locais e conectam à internet através de pontos de acesso locais, além de outras ferramentas para bricolagem. Já a Cliever disponibilizou uma impressora 3D para os makers utilizarem em suas criações, enquanto a RoboCore  ofereceu equipamento eletrônico próprio.  O espaço conta ainda com o apoio da ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas).

O desafio desse hackathon era a criação de um protótipo que ajudasse na economia de água. Quatro grupos de makers trabalharam durante os dois dias no Bricolab, desenvolvendo diferentes projetos que solucionassem o problema do gasto elevado de água. “Ficamos muito surpresos e satisfeitos com os projetos criados pelos times. Os participantes trabalharam em equipe durante os dois dias, compartilhando conhecimento e aproveitando o espaço que a Leroy Merlin criou para desenvolver ideias muito promissoras para a conscientização do desperdício de água e para evita-lo de forma prática no dia a dia”, afirma Gaetan Belbeoch, gerente de operações/Internet.

O grupo Vovuínos, que teve seu projeto selecionado como vencedor, fugiu de soluções que puramente evitassem o desperdício de água. Segundo pesquisa da Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS), os maiores gastos de água em casa estão concentrados na máquina de lavar, no tanque e na torneira. Por isso o grupo desenvolveu um sistema batizado de ‘Lavuíno’ que ajuda no reuso da máquina de lavar roupas, economizando até 50% de água em cada ciclo.

Os outros grupos focaram em formas diferentes de conscientizar e evitar o desperdício. O segundo grupo desenvolveu um sistema denominado Tann que possibilita parar o fluxo de água com um toque na torneira, além de regular o fluxo. O terceiro grupo criou o sistema eletrônico Gout para ser colocado na caixa d’água, informando a quantidade do recurso que está sendo usado. Já o quarto grupo produziu o aplicativo Seapp, uma rede social sustentável que contabiliza o consumo de cada um, disponibiliza um sistema integrado de medição, comparando o consumo entre amigos, estabelecendo metas e um sistema de pontuação para aqueles que conseguirem reduzir o consumo de água.

Participaram do júri membros da Leroy Merlin, ABINC e da RoboCore.

portalje

https://www.portalje.com.br

Jornal Eletrônico é uma publicação Bmx3 www.bmx3.com.br

Leia também...