Nova franquia de Energia Solar da Blue Sol na cidade de Francisco Morato

Município da região metropolitana de São Paulo recebe operação da marca pioneira em energia solar fotovoltaica   

Blue Sol Energia Solar – empresa com 11 anos de experiência e pioneira no setor de energia solar fotovoltaica – acaba de apresentar ao mercado um novo modelo de franquias com operação ainda mais enxuta, inovadora e completa, com processos comprovados. Trata-se do modelo Next, cujo investimento total é de apenas R$ 25 mil. E é justamente com este modelo, que a rede estima encerrar o ano contabilizando mais de 330 franquias, entre abertas e contratadas, nos principais estados do país.      

Agora é a vez do município de Francisco Morato, localizado na região metropolitana de São Paulo, estrear uma operação da Blue Sol Energia Solar. A franquia tem no comando o empresário José Ernandes Alves Rodrigues, de 48 anos, que decidiu investir no seu primeiro negócio voltado ao segmento de energia solar principalmente pela ascensão do mercado e pelo potencial de crescimento, que é constante. Assim, a Blue Sol soma 7ª franquias no estado de São Paulo, entre cidades do interior e capital, e um total de 30 operações em todo o Brasil.   

O novo franqueado da rede Blue Sol Energia Solar no município de Francisco Morato espera recuperar o investimento de R$ 26 mil, realizado na franquia, em um período estimado entre 6 e 10 meses. “Depois de muita análise de mercado e de avaliar uma série de opções de segmentos para investir, encontrei a Blue Sol e, de cara, observei que a franqueadora oferecia o modelo de franquia que me favorecia e atendia aos meus requisitos como franqueado”, comenta Rodrigues, que tem como objetivo, com este novo negócio, convencer o consumidor cativo de energia elétrica, incluindo residência e comércios de pequeno e médio porte, a investir na geração da própria energia com a aquisição de um sistema de energia solar fotovoltaica.   

Rodrigues avalia que neste momento em que vivemos uma grande mudança de comportamento social, sem dúvida alguma, o mercado de energia solar é um setor essencial para o dia a dia da população. “Acredito que vamos viver o maior crescimento do setor de geração de energia solar fotovoltaica entre 5 e 10 anos. O segmento está muito disseminado e ganha força com muita velocidade. As pessoas estão muito mais conscientes com questões ambientais e a importância da preservação. Assim, o solar é uma tendência que veio para ficar”, finaliza confiante o novo franqueado da Blue Sol EnergiaSolar, José Ernandes Alves Rodrigues.    

Detalhes sobre o modelo de franquias Next           

De acordo com NayraCattarin, gestora de franquias da Blue Sol Energia Solar, com o novo modelo de franquias da marca, batizado como Next, não é necessário contratar colaboradores ou ter um ponto comercial para o desenvolvimento das atividades. O franqueado deve se dedicar exclusivamente à captação de clientes e venda de sistemas de energia solar fotovoltaica. A franqueadora, por sua vez, fica responsável pela engenharia e desenvolvimento de projeto, instalação dos sistemas de energia solar, homologação e conexão à rede elétrica. O negócio foi criado para dinamizar ainda mais o processo de expansão da marca, dando à rede a possibilidade de ter mais capilaridade em cidades com até 20 mil habitantes. “Temos interesse em iniciar as atividades com o novo formato de franquia em todas as regiões do Brasil. A expectativa é de que ao final de 2021 a Blue Sol contabilize cerca de 300 franquias com o modelo Next em operação e um total de mais de 330 unidades franqueadas se somados os outros modelos da marca”, detalha a executiva.           

O franqueado Next, da Blue Sol Energia Solar, recebe treinamento – presencial ou online, diretamente da Universidade Blue Sol – totalmente embasado na metodologia da marca, construída ao longo de mais de 10 anos de atuação no setor, para superar as metas de vendas estabelecidas pela franqueadora. Para potencializar o início das atividades, os franqueados recebem, ainda, suporte especial da franqueadora para realização das prospecções de clientes. “A implantação desse modelo de negócio acontece em, no máximo, 30 dias. O franqueado tem como metas principais a concretização de 16 vendas de sistemas fotovoltaicos nos primeiros 180 dias do negócio e de um total de 48 sistemas comercializados ao final do 1º ano de atividades, quando a receita líquida será de R$ 84 mil. A franquia deve fechar o segundo ano de operações com 120 sistemas vendidos e uma receita líquida superior a R$ 126 mil”, detalha Cattarin.       

portalje

https://www.portalje.com.br

Jornal Eletrônico é uma publicação Bmx3 www.bmx3.com.br

Leia também...